SAN FRANCISCO 49ERS – UMA FRANQUIA FORA DE SI

imrs

Por Gleidson Mezzari

Não foi fácil ser torcedor do San Francisco 49ers, na ultima temporada. Na qual franquia obteve recorde negativo de 5 vitorias e 11 derrotas, terminando a temporada em ultimo lugar na NFC oeste, e em penúltimo na conferencia nacional. Não conseguimos vencer sequer dois jogos seguidos, incluindo a pré season (pré- temporada), definitivamente o time não “embalou”. Na verdade não houve duas vitorias seguidas em San Francisco desde 2014, quando na ocasião aconteceu três vitorias. New Orleans Saints(24@27), New York Giants(10@16) e Washington Redskins(17@13), esta temporada de 2014, o recorde foi 8 vitorias e 8 derrotas, não fomos aos playoffs.

 

 

temp1011150017--nfl_mezz_1280_1024

 

49ers vs Giants

 

 

Um torcedor que acompanha o mínimo já sabia que a temporada de 2015 não seria nada fácil. Tudo começou com a saída do head coach (HC) Jim Harbaugh, e o obscuro “desmanche”, onde vários jogadores importantes deixaram o elenco. O general manager (GM) Trent Balke foi às “compras” no draft. Em minha opinião, fez boas escolhas, não escolhendo jogadores excepcionais, mas jogadores que a franquia precisava. Na sombria off-season o niners tinha como novo HC Jim Tomsula (ou ratinho, pela zoeira)

 

 

Na sombria off-season o niners tinha como novo HC Jim Tomsula (ou ratinho, pela zoeira)

 

 

A temporada começou com uma excelente vitoria, sobre Minnesota Vikings, 20@3, um jogo onde a defesa parou Adrian Peterson, e o ataque fluiu, poderia haver esperanças. Não houve. Após a primeira vitoria veio quatro derrotas. Destacando a pior partida do QB Colin Kaepernick em toda a sua curta temporada (olha que teve jogos muito ruins) essa derrota contra o Arizona Cardinals (47@7) foi apenas o terceira partida da season, mas foi o jogo onde percebi que não ia dar para o 49ers este ano. Foi um jogo de quatro interceptações de Kaepernick (1 pick six), uma linha ofensiva furada, e uma defesa razoável, mas que ficava muito tempo em campo. Este problemas não foram só do jogo contra o Arizona, foram falhas da temporada toda.

 
O principal problema foi o ataque, a falta de jogo corrido combinado com uma linha ofensiva que não dava tempo suficiente para Kaepernick, achar seus recebedores, os quais não são totalmente confiáveis. Juntando estes problemas, com o baixo rendimento de Colin, tivemos um ataque ineficiente, por muitas vezes sem controle. A defesa por sua vez, era boa, longe de ser a melhor da liga, mas uma defesa que conseguia impor certa dificuldade aos adversários, mas que ficava muito tempo em campo. Lógico esta defesa tinha pontos fracos, faltava um DE, FS e OLB, mas para uma defesa que foi praticamente feita na temporada, cumpriu seu objetivo.

 
Na semana 9 Jim Tomsula “barrou” Colin Kaepernick e promoveu Blaine Gabbert como QB titular. Com Gabbert a franquia apresentou uma pequena melhora, a linha ofensiva passou a oferecer tempo, para o novo QB achar os WR’s e TE’s, não que a linha tenha melhorado, mas é que Gabbert solta mais rápido a bola. A melhor partida do time com Gabbert foi contra o Chicago Bears onde o 49ers venceu na prorrogação por 26@20, destaque para uma corrida para TD de 44 jardas de Gabbert. Mas como a temporada era sem esperanças o time caiu de rendimento, e nas ultimas cinco partidas venceu apenas uma, e jogando mal.

 

 

Blaine Gabbert celebrando um touchdown contra Atlanta Falcons (foto: AP Photo/Marcio Jose Sanchez)

 

 


“O principal problema foi o ataque, a falta de jogo corrido combinado com uma linha ofensiva que não dava tempo suficiente para Kaepernick, achar seus recebedores, os quais não são totalmente confiáveis. Juntando estes problemas, com o baixo rendimento de Colin, tivemos um ataque ineficiente, por muitas vezes sem controle.”


 

 

imrs

 

Se compararmos os números dos dois QS’s de San Fransisco na temporada, ambos tiveram oito jogos, e Gabbert teve um Rating de 86.2 e lançou 2.031 jardas para 10 TD e 7 interceptações. Já Colin Kaepernick teve Rating 78.5 e lançou 1.615 jardas para 6 TD e 5 interceptações. Analisando friamente Gabbert teve uma temporada melhor, mas pegou um time que estava começando a se “encaixar”. Na verdade Kaepernick precisa se reinventar, para conseguir retomar seu espaço na franquia.

 

Como torcedor do 49ers sabia que não iria ser fácil esta temporada, mas não imaginei que seria tão difícil e dramática, troca de QB’s e um treinador que nunca demonstrou ser capaz de comandar uma franquia com tal historia.

 

Resumindo foi uma temporada que franquia estava fora de si. Longe de suas glorias e bons jogos. Infelizmente, sinto que teremos algumas temporadas assim.

Leave a Comment