SEATTLE SEAHAWKS – OFFSEASON 2013

Logo Seattle Seahawks Verde - Futebol Americano NFL Pick6

O que mudou:

  • Sairam: Marcus Trufant, CB; Alan Branch, DT; Jason Jones, DT; Matt Flynn, QB; Ben Obomanu, WR; Deon Butler, WR; Leon Washington, RB/KR
  • Contratados: Percy Harvin, WR; Cliff Avril, DE; Michael Bennett, DE; Antoine Winfield, CB; Tony McDaniel, DT; Brady Quinn, QB; Tarvaris Jackson, QB
  • Continuaram: Steven Hauschka, K
  • Draft: 62. Christine Michael, RB, Texas A&M; 87. Jordan Hill, DT, Penn State; 123. Chris Harper, WR, Kansas State; 137. Jesse Williams, NT, Alabama; 138. Tharold Simon, CB, LSU; 158. Luke Willson, TE, Rice; 194. Spencer Ware, RB, LSU; 220. Ryan Seymour, G, Vanderbilt; 231. Ty Powell, OLB, Harding; 241. Jared Smith, G/DT, New Hampshire; 242. Michael Bowie, OT, Northeast Oklahoma State

 

Análise:

Percy Harvin Seattle Seahawks - Futebol Americano NFL Pick6
Percy Harvin chega para adicionar outra dimnesão ao ataque do Seattle Seahawks. (Getty Images | Hannah Foslien)

A defesa do Seattle Seahawks jogar em alto nível na última temporada não foi surpresa para ninguém, mas o que realmente surpreendeu foi a forma como ataque cresceu. O novato Russell Wilson assumiu a titularidade de quarterback e não fez feio. Conseguiu igualar o recorde do Peyton Manning de touchdowns lançados em uma temporada por um calouro, com 26 pontuações anotadas. Por pouco Seattle não chegou as finais de conferência, perdendo para o Atlanta Falcons no divisional em um jogo cheio de emoções. Para a próxima temporada, o Seahawks tem chances de chegar mais longe ainda.

O Seattle Sehawks teve um dos trabalhos mais impressionantes nesta intertemporada. Primeiro fizeram uma troca com o Minnesota Vikings, onde mandaram uma escolha de primeiro round do draft deste ano, para poder contar com os serviços de Percy Harvin. Definitivamente, o grupo de recebedores da equipe precisava de uma melhorada, e Harvin chega para turbinar a posição. Ele é um dos melhores wide receivers da liga, capaz de fazer muitas jogada explosivas. Vai ser o alvo número 1 do time, e vai dar uma baita ajuda para Russell Wilson em seu segundo ano. Os quarterbacks Brady Quinn e Tarvaris Jackson foram contratados para competir pela reserva de Wilson, já que Matt Flynn foi trocado com o Oakland Raiders.

Também impressionante foi o Seahawks contratar tanto Michael Bennett quanto Cliff Avril. Ambos eram considerados entre os melhores agentes livres entre os defensive ends nesta offseason. Os dois jogadores são muito bons pressionando os quarterbacks adversários, e vão botar o terror nas linhas ofensivas. O mais interessante, é que tanto Bennett quanto Avril aceitaram salários mais baixos só para poder jogar em Seattle. O veterano Antoine Winfield também veio do Minnesota Vikings, e se juntará a um dos melhores grupos de cornerbacks da liga. Vai ser usado para proteger o slot enquanto Richard Sherman e Brandon Bowner serão alinhados nas extremidades do campo. Winfield é muito experiente e vai tornar a defensiva de Seattle uma das mais equipadas para defender o jogo aéreo.

Com poucos buracos na equipe e muitas escolhas no draft deste ano, o Seattle Seahawks pode se dar o luxo de fazer algumas seleções fora das necessidades diretas da equipe. Mesmo contando com Marshall Lynch, Seattle usou duas escolhas em running backs. Christine Michael da Universidade de Texas A&M foi selecionado na segunda rodada, e para alguns especialistas ele era o corredor com maior potencial de todo o draft. Se não fosse por problemas extra campo e contusões, Michael poderia ter sido o primeiro running back escolhido este ano. É um jogador extremamente explosivo e rápido, podendo mudar o ritmo do jogo com sua velocidade. Também tem bastante experiência recebendo passes e protegendo o qaurterback em terceiras descidas. Já Spencer Ware de LSU, escolhido na sexta rodada, fará mais a função de fullback no time. Ware não é tão explosivo quanto Christine Michael e deveria ficar enterrado na reserva da equipe se não mudasse de posição.

Christine Michael Seattle Seahawks - Futebol Americano NFL Pick6
O running back Christine Michael mostrou toda sua habilidade atlética durante o combine. (AP Photo | Dave Martin)

Na quarta rodada, o Seahawks selecionou o recebedor Chris Harper de Kansas State. Apesar da chegada de Percy Harvin, Seattle precisava aumentar o grupo de wide receivers do time, já que a maioria deles costumam passar mais tempo na enfermaria do que em campo. Chris Harper jogava como quarterback antes de virar wide receiver, tem boas mãos e dificilmente deixa a bola cair. Vai ter alguns minutos de jogo quando Sidney Rice se machucar. No grupo de tight ends, apenas Zach Miller é um jogador consistente. Para melhorar a posição, Luke Wilson da Universidade de Rice foi escolhido na quinta rodada. Tem boas mãos, deixando pouco passes caírem, e é mais veloz do que a maioria dos jogadores na sua posição. Vai ser o reserva imediato de Miller, e pode ser usado ao lado do titular no set de dois tight ends.

Para a defesa, o Seattle selecionou o defensive tackle Jordan Hill de Penn State e o nose tackle Jesse Williams de Alabama no draft. Hill foi escolhido na terceira rodada com o objetivo de aumentar a pressão no quarterback adversário através do meio da linha defensiva. Apesar de inconstante, o novato desempenhou bem esse papel durante seu tempo na NCAA. Já Williams, não é muito bom chegando nos quarterbacks, mas é excelente contra o jogo corrido. Sua função deve ser de ocupar alguns bloqueadores da linha ofensiva para abrir espaço para seus companheiros. Poderia ter sido selecionado muito antes se não tivesse machucado. Para a secundária, o cornerback Tharold Simon foi escolhido na quarta rodada. Simon é o tipo de jogador que o Seattle adora para a posição, alto e atlético, com grande habilidade quando o assunto é jogar pressionando os recebedores adversários. Deve ser o reserva imediato de Richard Sherman e Brandon Bowner.

Siga-nos no Twitter @NFLPick6
Visite a primeira Timeline Brasileira do Futebol Americano da NFL no facebook do NFL Pick6

Leave a Comment