INDIANAPOLIS COLTS – OFFSEASON 2013

Logo Indianapolis Colts - Futebol Americano NFL Pick6

O que mudou:

  • Sairam: Dwight Freeney, DE/OLB; Jerry Hughes, DE/OLB; Clifton Geathers, DE; Moise Fokou, ILB; Jerraud Powers, CB; Tom Zbikowski, S; Drew Stanton, QB; Donnie Avery, WR; A.Q. Shipley, C; Seth Olsen, G
  • Contratados: Ahmad Bradshaw, RB; Darrius Heyward-Bey, WR; Matt Hasselbeck, QB; Gosder Cherilus, OT; Stanley Havili, FB; Donald Thomas, G; Ricky Jean-Francois, DE/DT; Aubrayo Franklin, NT; LaRon Landry, S; Greg Toler, CB; Erik Walden, DE/OLB; Lawrence Sidbury, DE/OLB; Kelvin Sheppard, ILB
  • Continuaram: Darius Butler, CB; Fili Moala, DT; Pat McAfee, P
  • Draft: 24. Björn Werner, DE/OLB, Florida State; 86. Hugh Thornton, G, Illinois; 121. Khaled Holmes, C, USC; 139. Montori Hughes, NT, Tennessee-Martin; 192. John Boyett, S, Oregon; 230. Kerwynn Williams, RB, Utah State; 254. Justice Cunningham, TE, South Carolina

 

Análise:

Andrew Luck Indianapolis Colts - Futebol Americano NFL Pick6
Andrew Luck foi muito bem em sua primeira temporada com o Indianapolis Colts. (Brian Spurlock | USA TODAY Sports)

Em apenas um ano, o Indianapolis Colts mudou completamente. Conseguiu ganhar onze vitórias e ir ao playoffs depois de uma temporada de apenas duas vitórias em 2011. Mas foi meio estranho ver o Colts sem o Peyton Manning ano passado. Andrew Luck, escolhido com a primeira seleção draft de 2012, chegou para mostrar que é o futuro da franquia, mostrando que Manning já é passado. O calouro jogou muito bem, mas ainda precisa adquirir um pouco mais de experiência. Não cuidou muito bem da bola e com isso sofreu inúmeras interceptações.

Outro motivo de superação da equipe de Indianapolis foi a ausência do técnico Chuck Pagano depois de ter descoberto que estava com leucemia. Pagano passou bastante tempo no hospital e em tratamento o que forçou o coordenador ofensivo Bruce Arians a assumir o time. Arians comandou muito bem a equipe, que deu o sangue para vencer vários jogos improváveis. Os jogadores estavam tão ligados com essa história de Pagano, que criaram o “Chuckstrong” para incentivar tanto a equipe quanto o técnico, cada um em sua batalha. Arians teve o reconhecimento de toda a liga por causa de seu trabalho ano passado, que recebeu uma proposta para assumir o comando do Arizona Cardinals.

Durante a offseason o Colts investiu pesado para trazer novos jogadores. O running back Ahmad Bradshaw foi dispensado do New York Giants e assinou um contrato de um ano com a equipe. Vem para competir pela titularidade com o segundo anista Vick Ballard, e não seria nada estranho se ganhasse. A grande questão com Bradshaw foi sempre se manter saudável, se conseguir isso vai ser de grande ajuda para Andrew Luck. A equipe de Indianapolis também contratou o wide receiver Darrius Heyward-Bey, que jogava no Oakland Raiders. DHB tem boa velocidade e vem para ser mais um alvo em profundidade para Luck. O time espera aproveitar a força do braço de seu quarterback. O veteraníssimo Matt Hasselbeck também chegou ao Colts depois de ter sido dispensado pelo Tennessee Titans. Além de ser o reserva imediato da equipe, Hasselbeck também deve fazer o papel de mentor para Andrew Luck, ensinando vários truques da posição para o segundo anista. Indianapolis contratou o tackle Gosder Cherilus e o guard Donald Thomas com o objetivo de fortalecer a proteção em Andrew Luck. Cherilus vem para faze dupla com o Anthony Castonzo, assumindo o lado direito da linha. Thomas, que jogava no New England Patriots, vem para competir pela titularidade no interior da linha ofensiva.

Ano passado, o Indianapolis Colts mudou seu esquema defensivo de 4-3 para 3-4. Alguns jogadores não se adaptaram muito bem, e por essa razão a equipe precisava encontrar mais atletas acostumados com o novo estilo. Ricky Jean-Francois e Aubrayo Franklin, ambos jogadores de linha defensiva, foram trazidos para Indianapolis. Jean-Francois joga mais como defensive end, e tem como força o suporte ao jogo corrido. Franklin é um nose tackle veterano, já está em sua décima primeira temporada, e chega com intuito de dar experiência ao jovem grupo do Colts. O safety LaRon Landry também foi contratado. Em suas primeiras temporadas na NFL, Landry era conhecido por ficar mais tempo na enfermaria do que em campo. Ano passado a coisa mudou, e ele jogou o ano inteiro pelo New York Jets sem se machucar. Aliás, mandou muito bem e por isso Colts trouxe ele para formar dupla com Antoine Bethea. A contratação mais discutível de Indianapolis nesta intertemporada foi a do outside linebacker Erik Walden. Na free agency do ano passado, Walden foi um dos caras menos procurados e retornou para Green Bay Packers por um salário mínimo de veterano. Este ano, o Colts para contar com os serviços dele resolveu pagar um fortuna, U$16 milhões por quatro anos. Erik Walden não vale tudo isso, não é muito bom pressionando os quarterbacks e muito ruim defendendo o jogo corrido.

Bjoern Werner Indianapolis Colts - Futebol Americano NFL Pick6
O alemão Bjoern Werner foi a escolha de primeira rodada do Indianapolis Colts no Draft 2013. j(Diaz | Associated Press)

Dwight Freeney não se acostumou a nova defesa implementada pelo Indianapolis Colts e trocou a equipe pelo San Diego Chargers. Para ser o substituto de Freeney, o Indianapolis Colts selecionou Bjoern Werner no draft de 2013. Werner nasceu na Alemanha e começou a jogar futebol americano um pouco tarde. Mas tem ótimas habilidades para o esporte, um motor que não para e muita vontade em destroçar os quarterbacks adversários. Jogava como defensive end no esquema 4-3 da Universidade de Florida State, mas vai fazer a mudança para oustide linebacker no sistema 3-4 do Colts. Para escolher Montori Hughes na quinta rodada, Indianapolis teve que dar uma escolha de quarta rodada do ano que vem para o Cleveland Browns. Hughes jogou como nose tackle na Universidade de Tennessee-Martin, mas pode ser usado também em outras posições na linha defensiva. Vai competir com Josh Chapman por tempo de jogo e quem será o futuro da franquia na posição. O free safety John Boyett foi escolhido na sexta rodada. Ele liderou a Universidade de Oregon em tackles durante a temporada de 2011, contabilizando 108 no total. Ano passado se contundiu no primeiro jogo e não participou mais de nenhuma partida. Se estiver saudável pode ser um bom reserva para a equipe.

Também no draft, o Colts resolveu se preocupar com sua linha ofensiva. O guard Hugh Thornton foi selecionado na terceira rodada e o center Khaled Holmes na quarta. Ambos jogadores são versáteis e podem ser usados em qualquer posição no interior da linha. Thornton também pode jogar como tackle, coisa que está fora de cogitação para Holmes.

Siga-nos no Twitter @NFLPick6
Visite a primeira Timeline Brasileira do Futebol Americano da NFL no facebook do NFL Pick6

Leave a Comment