CHICAGO BEARS – OFFSEASON 2013

Logo Chicago Bears - Futebol Americano NFL Pick6

O que mudou:

  • Sairam: Brian Urlacher, ILB (aposentadoria); Johnny Knox, WR (aposentadoria); Kellen Davis, TE; Matt Spaeth, TE; Evan Rodriguez, TE; Jason Campbell, QB; Gabe Carimi, OT; Lance Louis, G; Chilo Rachal, G; Matt Toeaina, DT; Geno Hayes, OLB; Nick Roach, OLB; D.J. Moore, CB
  • Contratados: James Anderson, OLB; D.J. Williams, OLB; Sedrick Ellis, DT; Turk McBride, DE; Kyle Moore, DE; Tom Zbikowski, S; Jermon Bushrod, OT; Martellus Bennett, TE; Steve Maneri, TE; Devin Aromashodu, WR; Tony Fiammetta, FB; Matt Slauson, G; Eben Britton, G
  • Continuaram: Henry Melton, DT (franchise tag); Nate Collins, DT; Zackary Bowman, CB; Kelvin Hayden, CB; Jonathan Scott, OT; Josh McCown, QB
  • Draft: 20. Kyle Long, G, Oregon; 50. Jon Bostic, ILB, Florida; 117. Khaseem Greene, OLB, Rutgers; 163. Jordan Mills, OT, Louisiana Tech; 188. Cornelius Washington, DE, Georgia; 236. Marquess Wilson, WR, Washington State

 

Análise:

Brian Urlacher Chicago Bears - Futebol Americano NFL Pick6
Brian Urlacher anuncia aposentadoria depois de 13 temporadas com o Chicago Bears.

Na temporada passada o Chicago Bears começou muito bem, vencendo sete dos seus oito primeiros jogos. Mas por causa de uma série de contusões, a equipe perdeu cincos das últimas oito partidas. A principal delas foi a do quarterback Jay Cutler, que ficou bastante tempo na enfermaria prejudicando muito a vida de Chicago. E pelo segundo ano consecutivo o Bears não chegou aos playoffs. Por causa da série recente de insucessos, o técnico Lovie Smith foi demitido do cargo. Smith sempre teve um foco mais defensivo do que ofensivo, e com ele sob o comando o ataque do Bears nunca deslanchou. Para seu lugar foi contratado Marc Trestman, que diferente de Lovie Smith tem um enfoque mais ofensivo. Como Chicago já tem uma defesa estável, o objetivo agora é melhorar o ataque para que o time consiga fechar os jogos sem depender da defensiva.

A aposentadoria de Brian Urlacher criou um vazio não só de talento como de liderança no meio da defesa do Chicago Bears. Nick Roach assumiria o posto se não tivesse assinado com o Oakland Raiders durante esta offseason. Já Geno Hayes que chegou o ano passado também deixou a equipe e foi para o Jacksonville Jaguars. O grupo de linebackers de Chicago que era um dos melhores da liga, se tornou um grande vazio para o time depois do fim da temporada. Tirando Lance Briggs, o Bears não conta com mais nenhum nome de peso para a posição. Por causa disso, a equipe de Chicago investiu pesado na área durante essa intertemporada. Foram contratados James Anderson e D.J. Williams. Anderson atuou durante sete temporadas pelo Carolina Panthers, e teve uma boa carreira por lá. Ano passado, por xemplo, anotou 20 tackles em único jogo contra o New York Giants, batendo o recorde da franquia. D.J. Williams foi selecionado pelo Denver Broncos na primeira rodada do draft de 2004, time o qual ele jogou por toda sua carreira. Teve uma boa passagem pelo Broncos, apesar de não ter sido um jogador espetacular.

Também no draft o Bears procurou ajuda para a posição. Os linebackers Jon Bostic selecionado na segunda rodada e Kasheem Greene na terceira vieram para aumentar a competitividade do grupo. Bostic não é o jogador com o melhor físico para a posição, mas compensa isso com bastante inteligência. Pode ser usado em qualquer uma das funções de linebacker. Teve uma boa temporada pela Universidade da Florida. Já Khaseem Greene, foi eleito o jogador defensivo do ano de 2012 na divisão Big East do futebol universitário. Possui bons instintos e sabe tacklear bem, totalizou 386 tackles durante sua carreira na Universidade de Rutgers. Jogava como safety antes de mudar para a posição de linebacker, o que permite que seja usado também na cobertura contra o passe. O defensive end de Georgia, Cornelius Washington, foi escolhido pela equipe de Chicago na sexta rodada. Ele fará a transição para oustide linebacker já que tem muita velocidade e habilidade atlética. Apesar de ter muito potencial nunca jogou a altura de seu físico. Durante os quatro anos que jogou em Georgia anotou apenas 10.5 sacks, muito abaixo das expectativas que todos tinham nele. No Bears vai ter tempo para aprimorar seu jogo.

Para a linha defensiva, Chicago contratou o defensive tackle Sedrick Ellis. Ele foi uma escolha de primeira rodada no draft de 2008 pelo New Orleans Saints e sempre jogou abaixo das expectativas. Uma mudança de ares pode ser o que Ellis precisa para atingir o seu potencial. O Bears espera ter consigo uma barganha com essa contratação. Os defensives ends Turk McBride e Kyle Moore assinaram com o time para competir por tempo de jogo do lado oposto de Julius Peppers.

No ataque, Jay Cutler sofre com a falta de alvos. Apenas Brandon Marshall e Matt Forte são jogadores consistentes na ofensiva de Chicago. Earl Bennett precisa voltar a sua forma, e a equipe espera que Alshon Jeffrey tenha um salto de produção em seu segundo ano. Enquanto o grupo de recebedores e corredores estão melhorando, o Bears tem uma grande carência na posição de tight ends. Quando Mike Martz era o coordenador ofensivo da equipe, mandou vários bons jogadores embora, já que ele não costumava usar tight ends em seu sistema ofensivo. Até Greg Olsen foi trocado com o Carolina Panthers. Para ajustar esse problema, Chicago contratou Martellus Bennett e Steve Maneri. Bennett teve um ótimo ano pelo New York Giants, e vai ser um alvo importante para Jay Cutler atacar o meio das defesas adversárias. Já Maneri não é tão bom recebendo passes, mas é um bloqueador muito eficiente. Vai ser bem aproveitado para melhorar o jogo corrido do time.

Jermon Bushrod Chicago Bears
Jermon Bushrod chega para tentar resolver o problema da linha ofensiva do Chicago Bears. (Derick E. Hingle | USA TODAY Sports)

Chicago tem jogado anos seguidos com uma das piores linha ofensivas de toda liga, que não segura ninguém, permitindo muita pressão pra cima de Jay Cutler. Fora isso vimos Cutler ser amassado inúmeras vezes, aumentando as chances dele se machucar. Tentando ajustar esses problemas o Bears também se preocupou com a proteção de seu quarterback durante esta intertemporada. Primeiro, a equipe contratou o left tackle Jermon Bushrod que jogava no New Orleans Saints. Bushrod protegeu durante anos o lado cego de Drew Brees e chega em Chicago para exercer a mesma função. Faz tempo que o time busca uma solução para o lado esquerdo da linha e espera que tenha resolvido o problema com essa contratação. Os guards Matt Slauson e Eben Britton também assinaram com Chicago. Slauson vem para competir pela titularidade no meio da linha, já Britton deve ser usado como reserva.

No draft, Chicago investiu também investiu na linha ofensiva. Usou a sua escolha de primeiro round em Kyle Long da Universidade de Oregon. Long é filho do Hall of Fame Howie Long e irmão do defensive end do St. Louis Rams, Chris Long. O novato é extremamente altético para seu tamanho, durante o combine correu 40 jardas em 4.96 segundos mostrando toda sua habilidade. Como jogou apenas onze partidas na posição de tackle durante a universidade, vai precisar de um tempo para se desenvolver melhor na posição. Também pode ser usado como guard caso o time precise. Chicago vai ter que ter um pouco de paciência com o calouro para que ele possa atingir o seu potencial e ser o futuro da franquia protegendo Jay Cutler. Jordan Mills foi selecionado na quinta rodada, e jogou todo sua carreira como right tackle na Universidade de Louisiana Tech. Vai competir com J’Marcus Webb pela titularidade do lado direito da linha. Assim como Kyle Long, também pode atuar como guard eventualmente.

Siga-nos no Twitter @NFLPick6
Visite a primeira Timeline Brasileira do Futebol Americano da NFL no facebook do NFL Pick6

Leave a Comment