OAKLAND RAIDERS – OFFSEASON 2013

Logo Oakland Raiders - Futebol Americano NFL Pick6

O que mudou:

  • Sairam: Carson Palmer, QB; Darrius Heyward-Bey, WR; Brandon Myers, TE; Mike Goodson, RB; Jason Slowey, G; Tommy Kelly, DT; Desmond Bryant , DT; Matt Shaughnessy, DE; David Tollefson, DE; Philip Wheeler, OLB; Rolando McClain, ILB; Michael Huff, S; Michael Mitchell, S; Shane Lechler, P
  • Contratados: Matt Flynn, QB; Joshua Cribbs, KR/WR; Rashad Jennings, RB; Charles Woodson, S; Usama Young, S; Mike Jenkins, CB; Tracy Porter, CB; Kevin Burnett, OLB; Nick Roach, OLB; Kaluka Maiava, OLB; Jason Hunter, DE; Pat Sims, DT; Vance Walker, DT
  • Continuaram: Joselio Hanson, CB; Coye Francies, CB; Andre Carter, DE; Khalif Barnes, OT; Phillip Adams, S
  • Draft: 12. D.J. Hayden, CB, Houston; 42. Menelik Watson, OT, Florida State; 66. Sio Moore, LB, Connecticut; 112. Tyler Wilson, QB, Arkansas; 172. Nick Kasa, TE, Colorado; 181. Latavius Murray, RB, Central Florida; 184. Mychal Rivera, TE, Tennessee; 205. Stacy McGee, DT, Oklahoma; 209. Brice Butler, WR, San Diego State; 233. David Bass, DE, Missouri Western

 

Análise:

Carson Palmer Oakland Raiders - Futebol Americano NFL Pick6
Carson Palmer foi mandado para o Arizona Cardinals. (Getty Images)

O general manager do Oakland Raiders, Reggie McKenzie, fez um limpeza no time nesta offseason. Muito jogadores com salários altos e que não correspondiam em campo a altura de seus pagamentos foram mandados embora. Nomes como Tommy Kelly, Michael Huff, Rolando McClain, Darrius Heyward-Bey estão entre aqueles que não estão mais com a equipe. McKenzie limpou a casa para o ano que vem, mas esse ano vai sentir o efeito dessa decisão. O time terá em torno de U$46 milhões em dinheiro morto na folha salarial, ou seja terá menos 46 milhões para usar em contratação de jogadores. Já no ano que vem esse sacrifício irá compensar, o Raiders deverá ter em torno de U$56 milhões livres para contratar quem quiser.

Primeiro vamos falar dos quarterbacks de Oakland. O titular da última temporada Carson Palmer foi embora para o Arizona Cardinals. O veterano até que jogou bem ano passado, mas foi uma máquina de turnovers. Para o seu lugar, Oakland fez um troca com o Seattle Seahawks e trouxe Matt Flynn. Flynn é uma opção muito mais barata e com vontade de mostrar que pode ser um bom quarterback na NFL. Ele foi draftado pelo próprio Reggie McKenzie quando o general manager dos Raiders fazia parte do front office de Green Bay, por isso podemos acreditar que ele conhece bem o jogador. Flynn  teve sua primeira frustração ano passado, quando foi contratado pelo Seahawks para ser o seu quarterback titular, mas graças a uma contusão no cotovelo e a ascensão do novato Russell Wilson perdeu a titularidade. Mas podemos dizer que não foi apenas pela contusão que Matt Flynn foi para o banco, ele e Wilson também tem habilidades diferentes. Enquanto o primeiro é mais um quarterback tradicional que passa bem no pocket, o segundo tem um melhor trabalho com as pernas saindo muito bem do pocket, além de ser atlético suficiente para ganhar jardas correndo o que justifica a utilização do read option. Apesar de Flynn não ter o braço mais forte do mundo, ele é extremamente preciso e inteligente, e sabe ler o posicionamento das defesas adversárias. Acredito que ele vá ser muito melhor que todo mundo está achando.

O grupo de linebackers foi completamente reformulado. Philip Wheeler trocou a equipe pelo Miami Dophins e Rolando McClain foi mandado embora. Com isso Kevin Burnett, Nick Roach e Kaluka Maiava foram contratados. Burnett é um veterano cheio de experiência, que aliás estava no Dolphins na última temporada, e tem grandes chances de se tornar um líder no meio da defesa do Raiders. Nick Roach substituiu muito bem Brian Urlacher no Chicago Bears e deve estabilizar o meio da linha de linebackers. Já a secundária também sofreu com reformulações. A chegada de Charles Woodson, Usama Young, Tracy Porter e Mike Jenkins podem dar um novo ar para o time. Woodson volta ao time após jogar pelo Green Bay Packers. O veterano começou a sua carreira com o Raiders em 1998, jogou oito anos pela franquia antes de ir para o time de Wisconsin, onde foi uns dos líderes da equipe que levou superbowl XLV. Vem para trazer experiência para a jovem defesa de Oakland. Porter veio do tival Denver Broncos, é muito bom jogador apesar de passar mais tempo machucado do que jogando. Tracy vai ser sempre lembrado pela interceptação retornada para touchdown no superbowl XLIV. Por fim, Mike Jenkins que foi uma seleção de primeira rodada do Dallas Cowboys no draft de 2008, apesar de ter muito talento nunca alcançou as expectativas. Talvez com uma mudança de ares Jenkins coloque a cabeça no lugar e o jogue o que se espera dele. A linha defensiva do Raiders também precisava de uma turbinada, e a chegada de Jason Hunter, Pat Sims e Vance Walker podem dar a ajuda necessária para Lamarr Houston.

O Oakland Raiders tinha a terceira escolha do draft deste ano, mas preferiu trocá-la com o Miami Dolphins pelas seleções de número 12 e a 42. Com a décima segunda escolha, o Raiders selecinou o cornerback da Universidade de Houston D.J. Hayden. Provavelmente essa deve ser a história do draft. Em um treinamento da universidade de Houston, Hayden sofreu uma colisão com um companheiro e no choque o jogador fraturou uma artéria do seu coração. Foi levado ao hospital e fizeram  a cirurgia na hora, a qual foi bem sucedida. D.J. passou um tempo internado e aos poucos pode voltar a pensar em futebol. Com todo esse problema ninguém imaginava que ele poderia ser selecionado na primeira rodada do draft, mas o general manager Reggie McKenzie acredita no potencial do novato e não teve medo de escolher ele com a sua primeira escolha neste último draft. Hayden é um cornerback muito atlético e que gosta de acertar seus adversários com força. Também tem cheiro de bola e pode ter muitas interceptações durante a carreira, se tornando o playmaker que falta na secundária de Oakland. Para muito especialistas ele é o melhor cover corner vindo da universidade, mas todos eles também tem grande receio de que essa contusão possa trazer problemas no futuro.

Pensando em melhorar ainda mais a defesa, o Raiders trouxe mais competição ao grupo de linebackers escolhendo Sio Moore da universidade de Connecticut na terceira rodada. Moore pode ser posicionado em qualquer lugar na linha de linebackers, sendo efetivo tanto pressionando o quarterback quanto na cobertura contra o jogo aéreo. Também não tem problemas em defender o jogo terrestre. Neste draft, achei que Oakland demorou muito para encontrar ajuda na linha defensiva. O tackle Stacy McGee foi uma escolha de sexta rodada e o defensive end David Bass de sétima. McGee é conhecido por ter muitos problemas fora de campo. Maconha e dirigir bêbado estão entre os principais. Mas dentro do campo é um bom jogador que pode competir por um lugar no elenco do Raiders. Já David Bass poderia ter sido selecionado muito antes, e deve ser usado quando o time precisar pressionar o quarterback adversário.

Já para o ataque, o Raiders draftou o tackle Manelik Watson da Universidade de Florida State na segunda rodada. Watson poderia ter sido selecionado no fim da primeira rodada por ser muito atlético, mas ainda é um pouco cru e precisa desenvolver melhor sua técnica. Deve competir pela titularidade do lado direito da linha com Khalif Barnes. Oakland também selecionou dois tight ends este ano. Importante falar que ambos tem estilos muito diferentes. Nick Kasa é melhor bloqueando do que recebendo passes, já Mychal Rivera é exatamente o oposto. Acredito que isso vá ajudar o time a implementar o bem sucedido set de dois tight ends e atacar o meio do campo adversário. Com a saída de Mike Goodson, um reserva para o sempre machucado Darren McFadden se fazia necessário. Latavius Murray foi selecionado na sexta rodada. O jogador de Central Florida é um running back alto e forte, nos moldes de Steven Jackson. Tem grande velocidade e pode ajudar tanto correndo entre os tackles quanto recebendo passe. Por causa de sua altura deve ser um alvo fácil para tackles.

Tyler Wilson Oakland Raiders - Futebol Americano NFL Pick6
Tyler Wilson foi o primeiro quarterback selecionado pelo GM Reggie McKenzie. (Ronald Martinez | Getty Images)

Na quarta rodada do draft, o Oakland Raiders selecionou o quarterback Tyler Wilson da Universidade de Arkansas. Wilson não tem o braço mais poderoso entre os quarterbacks do draft, mas possui precisão e velocidade para comandar um ataque west-coast. E este é justamente o tipo de ataque que Oakland vai implementar. Ele poderá se desenvolver observando Matt Flynn durante alguns anos, podendo se tornar o titular no futuro. Na pior das hipóteses, Tyler Wilson deve ser um bom reserva para o time.

Siga-nos no Twitter @NFLPick6
Visite a primeira Timeline Brasileira do Futebol Americano da NFL no facebook do NFL Pick6

Leave a Comment