BALTIMORE RAVENS – OFFSEASON 2012

Logo Baltimore Ravens Text - Futebol Americano NFL Pick6

O que mudou:

  • Saiu: G Ben Grubbs, DE/OLB Jarret Johnson, CB Chris Carr, WR Lee Evans, NT Brandon McKinney, SS Tom Zbikowski, S Haruki Nakamura, DE/DT Cory Redding, CB Domonique Foxworth.
  • Continou: CB Lardarius Webb, CB Cary Williams, ILB Dannell Ellerbe, ILB Jameel McClain, ILB Brendon Ayanbadejo, C Matt Birk.
  • Chegou: WR Jacoby Jones, DE/DT Ryan McBean, NT Ma’ake Kemoeatu, QB Curtis Painter, S Sean Considine, CB Corey Graham.
  • Draft 2012: DE/OLB Courtney Upshaw, G Kelechi Osemele, RB Bernard Pierce, C/G Gino Gradkowski, S Christian Thompson, CB Asa Jackson, WR Tommy Streeter, NT DeAngelo Tyson.

 

Análise:

Courtney Upshaw Baltimore Ravens - Futebol Americano NFL Pick6
Courtney Upshaw foi selecionado na segunda rodada do Draft 2012.

Na última temporada o Baltimore Ravens ficou em primeiro lugar na AFC North. Conquistou o segundo lugar da AFC, garantindo assim o bye week nos playoffs. Chegou a final de conferência, mas não suportou o New England Patriots. A defesa do Ravens conseguiu segurar muito bem Tom Brady e o ataque do Pats, mas o ataque não fez a sua parte. A ofensiva de Baltimore não conseguiu superar a péssima defesa de New England, frustrando a chance de chegar ao superbowl. Tirando o running back Ray Rice, o ataque do Baltimore Ravens é muito inconstante. Joe Flacco é um bom quarterback, mas não é um jogador diferenciado. Faz bem o básico, mas não é espetacular em nenhuma área. Mas a verdade é que não dá para depender dele na hora que precisa resolver tudo. Fora Flacco, os wide receiver do Ravens são extremamente inconstantes. Alternam entre jogos muito bons e jogos ridículos. Além disso, a linha ofensiva de Baltimore está envelhecendo. Matt Birk está com 36 anos e Bryant McKinnie vai fazer 33. Além da idade, a linha teve uma grande baixa com a saída do guard Ben Grubbs. Grubbs trocou Baltimore pelo Saints, e é um dos melhores jogadores da posição na liga. Se preocupando com todas essas questões, o Ravens tentou fazer uma offseason cirúrgica. No draft selecionou o guard Kelechi Osemele e o center Gino Gradkowski. Osemele, escolhido na segunda rodada do draft, pode assumir a vaga de Grubbs logo no começo da temporada. Já Gradkowski é um projeto que vai ser treinado para substituir Matt Birk quando ele se aposentar. Pensando também em seu grupo de wide receivers, contratou Jacoby Jones e escolheu no draft Tommy Streeter. Jones foi uma escolha de terceiro round do Houston Texans mas que nunca atingiu as expectativas do seu antigo time. E mesmo jogando ao lado de Andre Johson não conseguiu se destacar. Talvez novos ares ajude ele a viver o seu potencial. Streeter é o típico caso de boom-or-bust, é muito atlético e habilidoso mas precisa ser bem treinado. Já para dar descanso a sua principal arma ofensiva, o running back Ray Rice, Baltimore selecionou no draft Bernard Pierce. Pierce será o backup direto de Rice, que vai ter mais tempo para recuperar o fôlego e voltar com a força toda. A defesa do Baltimore Ravens é definitivamente uma das melhores da liga. E justamente por isso, o Ravens teve alguns jogadores que foram contratados por outros times. E com essas baixas, o time precisou tampar alguns buracos. Com a saída do outside linebacker Jarret Johnson, o Ravens teve que se preocupar com a posição. Apesar de Johnson não ser muito bom em pressionar o quarterback, ajudava muito a conter o jogo corrido. Contando com um pouco de sorte, o Ravens teve a oportunidade de selecionar o linebacker de Alabama Courtney Upshaw. Upshaw era visto por muitos especialistas como o melhor outside linebacker 3-4 entre os todos prospects, e teria muitas chances de estar fora do board quando Baltimore fosse fazer sua escolha. Mas graças a uma performance ruim no combine, ele caiu para a segunda rodada do draft. Upshaw sofrerá muita pressão logo no começo de sua carreira na NFL, já que Terrell Suggs, o melhor pass rusher de Baltimore, rompeu o tendão de Aquiles e está fora da próxima temporada. Courtney Upshaw terá que assumir a altura o posto deixado por Suggs, o que não será tarefa fácil. Só para se ter uma ideia da dificuldade da tarefa, o veterano do Ravens foi eleito o MVP Defensivo na última temporada. Outra preocupação para Baltimore é a de se preparar para a vida sem o safety Ed Reed e inside linebacker Ray Lewis. Reed está com 34 e Lewis com 37 anos, e os dois são os líderes indiscutíveis da defesa. Em questão de algumas temporadas ambos irão se aposentar, deixando um buraco imenso na defesa de Baltimore. Para isso o time precisa estar com os sucessores das duas estrelas prontos para jogar. Pensando em desenvolver esses substitutos, o Ravens selecionou no draft o safety Christian Thompson, e renovou o contrato com três inside linebackers, Jameel McClain, Dannell Ellerbe e Brendon Ayanbadejo. Agora é ter esperança que eles possam se desenvolver na solução das duas posições quando Reed e Lewis não estiverem mais jogando. Acredito que o Baltimore Ravens fará uma temporada semelhante as últimas, e deve chegar aos playoffs. Mas se tiver mais consistência ofensiva e a defesa continuar jogando no nível que sempre jogou, pode sonhar em chegar ao Superbowl. Mas o melhor mesmo é ver os dois jogos da temporada regular contra o Pittsburgh Steelers que são sempre um show a parte.

Siga-nos no Twitter @NFLPick6
Visite a primeira Timeline Brasileira do Futebol Americano da NFL no facebook do NFL Pick6

Leave a Comment