KANSAS CITY CHIEFS – OFFSEASON 2012

Logo Kansas City Chiefs Text - Futebol Americano NFL Pick6

O que mudou:

  • Saiu: CB Brandon Carr, TE Leonard Pope, FB Le’Ron McClain, QB Kyle Orton, ILB Demorrio Williams.
  • Continou: NT Amon Gordon, ILB Jovan Belcher, CB Travis Daniels.
  • Chegou: OT Eric Winston, QB Brady Quinn, TE Kevin Boss, RB Peyton Hillis, CB Stanford Routt.
  • Draft 2012: NT Dontari Poe, G Jeff Allen, OT Donald Stephenson, WR Devon Wylie, CB/S DeQuan Menzie, RB Cyrus Gray, DT Jerome Long, WR Junior Hemingway.

 

Análise:

Dontari Poe Kansas City Chiefs - Futebol Americano NFL Pick6
Dontari Poe chega para fortalecer a linha defensiva do Kansas City Chiefs.

O Kansas City Chiefs começou a última temporada muito mal. Nos dois primeiros jogos perdeu feio. No primeiro o Bills ganhou de 41 x 7, já no segundo o Lions saiu vitorioso por 48 x 3. No jogo contra Detroit, Jamaal Charles sofreu uma contusão que o tirou do restante da temporada. E com isso o Chiefs perdeu uma das suas melhores armas. Mas apesar de todo esse revés, o time conseguiu se recuperar e ganhou do Vikings no quarto jogo. Mas no final, foi uma temporada de altos e baixos.

A defesa que começou muito mal foi se encontrando conforme a temporada acontecia. O rookie Justin Houston começou a aparecer ajudando Tamba Hali no pass rush. E a dupla de cornerbacks Brandon Carr e Brandon Flowers assustavam os quarterbacks adversários. Mas a defesa do Chiefs tem alguns buracos. O nose tackle Kelly Gregg faz 36 anos e não tem mais o mesmo pique, por isso o Kansas City escolheu Dontari Poe na primeira rodada do draft. Poe pode ser o NT do futuro em Kansas City. O Chiefs teve outro problema com a saída do cornerback Brandon Carr para o Cowboys. Para a vaga de Carr, o KCC trouxe o CB Stanford Routt. Com isso também enfraqueceu o rival de divisão Oakland Raiders. Ainda acho que o Chiefs precisa achar algum backup para a posição de linebacker, já que não tem muitos no banco que possam entrar caso aconteça alguma contusão.

Mas é no ataque que o Kansas City Chiefs teve os maiores problemas. Como já foi dito, o running back Jamaal Charles sofreu uma contusão que acabou com a sua temporada. Os backups Jackie Batlle e Thomas Jones não conseguiram manter o mesmo nível de produção do jogo corrido, o que atrapalhou muito o ataque do time. Para suprir esse problema trouxeram o running back Peyton Hillis, que junto de Jamaal Charles irá formar uma das melhores duplas de running back da liga. A linha ofensiva é boa e com a chegada de Eric Winston a tendência é melhorar. O grupo de wide recivers é ótimo, Dwyane Bowe, Steve Breaston, Jonanthan Baldwin e o “multi-purpose weapon” Dexter McCluster deixam metade dos times da liga com inveja. Com a chegada do tight end Kevin Boss a posição ganha muito potencial ofensivo, agora só falta mesmo Tony Moeaki ficar uma temporada inteira sem se machucar. O elo frágil do ataque é o mesmo o quarterback Matt Cassel. Ele não é consistente o suficiente, e mesmo tendo muitas armas ao seu dispor não consegue tirar o melhor proveito delas. Para melhorar, esse ano ele passou metade da temporada machucado. Só para constatar, nos jogos que participou lançou para 10 TDs, 9 INTs, com um rate de 76.6. Acredito que essa seja a última chance dele, se não funcionar o Chiefs vai escolher um quarterback no próximo draft.

No geral, não acho o Kansas City Chiefs um time ruim. Com um quarterback melhor o time iria longe nos playoffs, mas como Matt Cassel não é confiável o time mal chega na pós temporada. Numa divisão tão imprevisível como a AFC West fica difícil saber o que pode acontecer esse ano com o Chiefs.

Siga-nos no Twitter @NFLPick6
Visite a primeira Timeline Brasileira do Futebol Americano da NFL no facebook do NFL Pick6

Leave a Comment